Tonolucro
Cleber Toledo
Blog CT
Cleber Toledo é jornalista desde 1992, com passagens por jornais em Paraná, São Paulo e Tocantins. Fundador do Portal CT.

Pró-Aécio, Ataídes diz que votou pelo equilíbrio e independência entre os poderes e pela democracia

CLEBER TOLEDO 18 de Oct de 2017 - 14h05
Comparilhe
Foto: Divulgação
Nas redes sociais, o senador Ataídes Oliveira (PSDB) justificou seu voto contra o afastamento do seu colega de Legislativo e de partido, senador Aécio Neves (PSDB), na sessão dessa terça-feira, 17. "Meu voto foi sim à Constituição, ao equilíbrio e independência entre os poderes da República, à segurança jurídica, à democracia”, afirmou o parlamentar tocantinense.

Para Ataídes, Aécio será julgado "no tempo devido”, pela Justiça e pelo Conselho de Ética do Senado.

O senador disse que entende "a indignação e a descrença crescente com a classe política, diante de tantos escândalos". "O brasileiro de bem não suporta mais o corporativismo e a impunidade. Quem tem culpa no cartório tem que ser punido de forma exemplar, concordo integralmente”, defendeu.

Contudo, ponderou que isso não quer dizer "que podemos atropelar a Constituição" para "apressar um processo que já corre na Justiça". "O que estava em questão, na tarde de ontem [terça], não era o voto contrário ou favorável a Aécio Neves”, assegurou, afirmando: mas "a Constituição, o equilíbrio e independência entre os poderes da República, a segurança jurídica, a democracia”.

Confira a íntegra da manifestação do senador no Facebook:

Em Palmeirópolis, Irajá Abreu não poupa elogios a Mauro Carlesse

CLEBER TOLEDO 18 de Oct de 2017 - 13h41
Comparilhe
Foto: Ascom Irajá/Divulgação
O deputado federal Irajá Abreu (PSD-TO) não poupou elogios ao presidente da Assembleia, Mauro Carlesse (PHS), na segunda-feira, 16, durante solenidade de inauguração da Unidade Básica de Saúde Dr. Mário José Romão, em Palmeirópolis - foto.

Irajá, se referindo à aprovação do empréstimo de R$ 453 milhões junto à Caixa Econômica, que beneficiou todos os municípios do Estado, cumprimentou Carlesse: "Quero te parabenizar publicamente por seu trabalho à frente da Assembleia”, afirmou.

O presidente da AL participou da solenidade. Em época de pré-campanha, muita gente viu nisso sinalização da senadora Kátia Abreu ao humanista, ambos pré-candidatos a governador. O secretário de Desenvolvimento Urbano de Palmas e deputado estadual licenciado, Ricardo Ayres (PSB), também participou da solenidade.

A UBS de Palmeirópolis foi construída com emenda individual de Irajá Abreu, no valor de R$ 408 mil.

Andrino diz que Palácio montou “bloco" na Câmara para atacar Amastha

CLEBER TOLEDO 18 de Oct de 2017 - 13h27
Comparilhe
Foto: Ascom Câmara/Divulgação
O vereador Tiago Andrino (PSB) foi à tribuna da Câmara de Palmas nesta quarta-feira, 18, e acusou o Palácio Araguaia de ter formado “um bloco” no Legislativo para defender o governo Marcelo Miranda (PMDB). Andrino disse que isso "é reflexo de uma preocupação antecipada com as eleições do próximo ano".

O discurso do parlamentar ocorreu após a oposição ao prefeito Carlos Amastha (PSB) atacar o Executivo da Capital e elogiar a gestão de Marcelo. “Os vereadores chegaram com as falas prontas e todos no mesmo tom de voz. Aconteceu que a eleição está perto e tem vereador que está recebendo cargo no Palácio”, alfinetou o vereador governista da tribuna. "Acham que com essa postura vão minar o projeto. É difícil para eles entenderem que o prefeito Amastha trabalha de verdade, tem resultados reais na melhoria da qualidade de vida das pessoas, já eles, só pensam em eleições e no poder.”

Andrino defendeu que “o governo tem que cuidar da Assembleia Legislativa, se preocupar com lá, onde tem um impeachment para acontecer, e não financiar vereadores na Câmara Municipal para prejudicar Amastha”.

Para Andrino, o Palácio "está preocupado com o desempenho de Amastha nas pesquisas”.

Bancada decide contemplar Araguaína e Gurupi, mas beneficiar também municípios menores

CLEBER TOLEDO 18 de Oct de 2017 - 12h32
Comparilhe
Foto: Secom Araguaína/Divulgação
O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR), não conseguiu o que queria, mas chegou perto e saiu satisfeito da reunião da bancada federal do Estado, em Brasília, na manhã desta quarta-feira, 18. Os congressistas tocantinenses decidiram tirar uma das duas emendas grandes de bancada do governo do Estado e passar para os municípios.

Araguaína e Gurupi ficarão com 40% dela e 60% serão rateados entre os demais municípios para compra de maquinário. O valor estimado desta emenda é de R$ 60 milhões.

Inicialmente, Dimas sugeriu que os grandes municípios tocantinenses — com mais de 50 mil habitantes — ficassem com o valor integral da emenda. Cada ano uma cidade seria beneficiada.

A proposta de beneficiar os demais municípios com esses recursos foi apresentada pela Associação Tocantinense dos Municípios (ATM), em parceria com o Estado, já que esta emenda será destinada à Secretaria Estadual da Agricultura.

Com um “empurrãozinho” da AL

CLEBER TOLEDO 18 de Oct de 2017 - 09h46
Comparilhe
Foto: Divulgação
As três forças de Araguaína, Dimas, Halum e Lázaro, durante reunião com Marcelo e Vicentinho na segunda
A aliança, no momento, administrativa das principais forças políticas de Araguaína com o governador Marcelo Miranda (PMDB) e o senador Vicentinho Alves (PR) é uma relação “ganha-ganha” eleitoral — apropriando-me de uma expressão do mundo corporativo. Abre-se um novo panorama para as movimentações que visam 2018. Contudo, o fato que mais salta aos olhos do encontro de segunda-feira, 16, é justamente o entendimento dos maiores adversários araguainenses, o que só foi possível com a ajuda do grupo de deputados que retirou recursos da duplicação da TO-222.

O prefeito Ronaldo Dimas (PR) e os deputados federais César Halum (PRB) e Lázaro Botelho (PP) se digladiam há anos, alternando de palanque. Em 2008, o pepista apoiou a candidatura do advogado Célio Moura (PT) à prefeitura. Dimas também disputou, mas perdeu para Valuar Barros (DEM), que contava com Halum ao seu lado.

Em 2012, já com o apoio de Halum, Dimas chegou à prefeitura contra a esposa de Lázaro, Valderez Castelo Branco (PP). Em 2014, nas eleições estaduais, o prefeito e o parlamentar do PRB começaram a desentender por conta da candidatura a deputado federal do presidente da Câmara, Marcus Marcelo (PR), concorrente direto de Halum em Araguaína e região. O rompimento se consolidou no ano passado, quando Halum foi para o palanque de Valderez, indicando o irmão, Nahim Halum, até então secretário do governo Dimas, para a vaga de vice-prefeito.

A princípio, os grupos araguainenses caminhavam para se enfrentar ferozmente em 2018, como ocorre normalmente em toda eleição. Porém, veio a reviravolta com a decisão dos deputados estaduais de retirar R$ 41 milhões dos R$ 86,5 milhões previstos para a duplicação da TO-222, que liga a capital econômica do Estado ao distrito de Novo Horizonte. Uma grande mobilização "em defesa da cidade” contra essa medida uniu os polos opostos, culminando com o entendimento divulgado nessa terça-feira, 17.

Claro que o movimento pró-Araguaína não explica essa aliança repentina, mas foi fundamental porque deu motivo para que os três grupos conversassem. O pano de fundo da parceria, tirado da leitura do que não foi verbalizado no encontro de segunda, ou seja, o contexto eleitoral do município, deixa evidente que o que efetivamente permite a convergência deles é a compreensão de que, juntos, todos só têm a ganhar em 2018.

Os três grupos entendem que a ação da AL, tida pelos araguainenses como contrária à cidade, fará com que os parlamentares que votaram pela retirada dos recursos da TO-222 sejam rechaçados nas urnas no ano que vem. Esse fato por si só abre portas e janelas para uma conversa entre as forças do município, uma vez que agora a tendência é de que o bairrismo se torne mais forte, o que beneficia os candidatos locais.

Esse pacto por Araguaína ampliará as perspectivas de articulações para 2018. Afinal, são três forças regionais mas de projeção estadual — dois deles, Lázaro e Halum, são presidentes de seus partidos no Tocantins.

Os rumos, claro, dependerão de outros fatores, mas essa aliança, sem dúvida, facilitará a acomodação pacífica em Araguaína daqueles que até antes do “empurrãozinho" da AL viviam em pé de guerra.

CT, Palmas, 18 de outubro de 2017.
Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, redacao@clebertoledo.com.br
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital