Tonolucro
Cleber Toledo
Blog CT
Cleber Toledo é jornalista desde 1992, com passagens por jornais em Paraná, São Paulo e Tocantins. Fundador do Portal CT.

Conselho de Ética vota no dia 23 processo de expulsão de Kátia Abreu do PMDB

CLEBER TOLEDO, DA REDAÇÃO 14 de Nov de 2017 - 19h44, atualizado às 10h58
Compartilhe
Foto: Divulgação
O Conselho de Ética do PMDB nacional marcou para o dia 23, às 10 horas, em Brasília, a votação do relatório sobre o processo disciplinar contra a senadora Kátia Abreu. Conforme o blog apurou, a relatora, Rosemary Rainha, pede mesmo que a parlamentar tocantinense seja expulsa da legenda.

Se aprovado, o documento segue para o presidente da executiva nacional, senador Romero Jucá (RR), que deve convocar o colegiado para definir a homologação.

Kátia é julgada no processo disciplinar por ter votado contra o governo Michel Temer no Senado e pelas ácidas críticas desferidas contra a cúpula peemedebista.

A executiva nacional do PMDB decidiu no dia 13 de setembro suspender Kátia das atividades partidárias por 60 dias.

Bastidores intensos
Os bastidores devem ser bem intensos até o dia 23, porque o PT nacional tem interesse em apoiar uma possível candidatura de Kátia no Tocantins em 2018, conforme admitiu no dia 9 a presidente nacional do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PR). As duas legendas, de olho no imenso tempo de TV e na enorme fatia que juntos têm no recém-criado fundo eleitoral, conversam alianças em vários Estados. Possivelmente, esse é o trunfo de Kátia para tentar sepultar seu pedido de expulsão.

Além da tocantinense, Gleisi admitiu que os petistas também poderiam apoiar o senador Roberto Requião no Paraná — outro que está com processo de expulsão em andamento. Os dois parlamentares, conforme a presidente do PT, são peemedebistas, mas não “golpistas”, ou seja, não apoiaram o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Liminar negada
Kátia chegou a tentar barrar na Justiça o processo de expulsão do PMDB, mas o juiz Rômulo Batista Teles, da 25ª Vara Cível de Brasília, negou em outubro a liminar que a senadora queria. Conforme o blog apurou, a parlamentar recorreu, mas sem sucesso.

Fontes do PMDB afirmam que todos os prazos para a senadora se defender foram cumpridos. Agora só falta mesmo a votação do relatório.

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, redacao@clebertoledo.com.br
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital