cdl novo

Eleito prefeito de Itacajá, vereador Cleoman não ficará com maioria na Câmara

Republicano agradeceu população pela vitória e criticou a atual gestão: "Só fez coisa errada"

DA REDAÇÃO 04 de Dec de 2017 - 10h43, atualizado às 11h48
Compartilhe
Foto: Facebook
Cleoman Correia Costa [foto], eleito nesse domingo com 297 votos de diferença do candidato impugnado em 2016, Manoel Pinheiro

Com 297 votos de diferença, o vereador Cleoman Correia Costa (PR), presidente interino da Câmara de Vereadores de Itacajá, venceu a eleição suplementar do município. Apesar de fazer parte do Parlamento, a maioria dos membros não comporá a sua base. “Nós tínhamos mais, só que passou dois para o concorrente da gente e nós só temos quatro hoje”, contou ao CT.

Com o resultado, o suplente de Cleoman, Júlio César (PSD), assume a cadeira na Câmara de Vereadores. Conforme o prefeito eleito, a Casa, que é composta por nove membros, terá cinco parlamentares de oposição.

Durante a entrevista, Cleoman Correia comemorou a vitória e agradeceu os eleitores pela confiança. “Foi muito boa a nossa vitória. Eu só tenho que agradecer o nosso povo”, disse.

O republicano ainda aproveitou o espaço para criticar a gestão interina do presidente do Legislativo municipal, Wesley Barros (PSD). “O prefeito que está lá nós votamos nele para presidente da Câmara. Ele assumiu interino, mas não deu valor a população,só fez coisa errada. Aí o povo bota e o povo tira”.

Diplomação e posse
De acordo com o calendário eleitoral, os candidatos eleitos devem ser diplomados em até 15 dias, passando antes pela prestação de contas e depois pela posse. O CT entrou em contato com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), e a assessoria de comunicação informou que a data da diplomação do prefeito e do vice-prefeito, Clodoaldo Pereira do Nascimento, ocorrerá até o dia 18 de dezembro.

Eleição
A população elegeu o vereador Cleoman prefeito da cidade nesse domingo, 3, pela coligação "Humildade e Responsabilidade" (SD/PR). Ele foi eleito com 2.545 votos, 52,90% dos votos válidos. O ex-prefeito Manoel Pinheiro (PSDB) fez 2.248 votos ou 46,73% do total válido. O petista Raimundo Marcos conseguiu apenas 18 votos ou 0,37% do total.

A eleição suplementar de Itacajá contou com um fato jurídico inusitado. O candidato impugnado em 2016, Manoel Pinheiro, razão de ter sido necessário um gasto adicional com o novo pleito, foi autorizado pela Justiça Eleitoral a disputar a prefeitura nesse domingo.

A apuração das urnas foi encerrada às 17h35 desse domingo, sendo registrados apenas 25 votos brancos e 75 nulos, representando respectivamente 0,51% e 1,51% do total do eleitorado.

Dos 5.410 eleitores dos municípios, 91,21% compareceram as seções de votação, tendo uma abstenção de 8,795. Segundo a chefe de Cartório, Magna Regina Olimpo, as eleições ocorreram sem nenhuma intercorrência grave, “com destaque para as eleições limpas, sem sujeira de santinhos nas ruas e nas portas das seções eleitorais”.

Entenda
Itacajá teve a eleição suplementar para decidir o gestor do município porque o vencedor do pleito de outubro do ano passado, Manoel Pinheiro, teve o diploma cassado. Apesar do episódio, uma liminar colocou o tucano novamente no páreo para disputar o Paço.

O único nome que se repetiu nesta eleição suplementar foi justamente o do candidato que teve o diploma cassado. A ex-prefeita Maria Aparecida (PSD) que tentou a reeleição no ano passado desistiu de se manter na disputa. Ela, porém, apoiou a candidatura de Cleomam.

Manoel Pinheiro administrou Itacajá por dois mandatos, de 2005 a 2012. Entretanto, o exercício financeiro de 2010 foi rejeitado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o parecer do órgão foi acatado pela Câmara. A Coligação “Humildade com Responsabilidade” ainda ingressou na Justiça Eleitoral com intuito de impugnar o registro de candidatura de Manoel Pinheiro, mas teve o pedido negado.

Atualmente, o presidente da Câmara, Wesley Barros (PSD), é o prefeito da cidade. Já o comando do Legislativo está com o vice-presidente Cleoman Correia Costa, que ganhou a eleição e vai deixar o cargo.

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, redacao@clebertoledo.com.br
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital