Tonolucro

Dimas afirma que pré-campanha tem tido “receptividade alta” e critica Estado por atrasar repasses constitucionais

LUÍS GOMES, DA REDAÇÃO 10 de Jan de 2018 - 17h03, atualizado às 17h08
Compartilhe
Foto: Divulgação
Ronaldo Dimas: “Espero que façam estes repasses urgentemente para o município resolver as questões"


De férias desde terça-feira, 9, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR), aproveita as férias para fortalecer a agenda de pré-candidato a governador. O republicano começou as visitas por municípios no norte do Estado, mas promete passar por todas as regiões antes de voltar ao Paço. “Estamos tendo uma receptividade muito alta”, garantiu. Além da questão política, o araguainense também criticou o Palácio Araguaia pelo atrasos dos repasses constitucionais. “Calote”, disparou.

Ronaldo Dimas está em Araguaína e visita municípios próximos. Outros pólos serão visitados no decorrer das férias, como Palmas, Gurupi, Dianópolis, Araguatins e Augustinópolis, e partir delas, viajar para as cidades menores na vizinhança. O pré-candidato pretende visitar todas as regiões do Tocantins desta forma. “A gente sente uma vontade de mudança tremenda. Esta é a tônica que estamos vendo”, comentou.

O republicano afirma que tem tido bom retorno dos líderes e da população em geral e demonstrou confiança. “Está boa [a pré-campanha]. Estou caminhando por alguns municípios, conversando com a população para divulgar as ações que a gente fez e mostrar o que pretendemos fazer, e estamos tendo uma receptividade muito alta”, afirmou Ronaldo Dimas.

Atraso
Apesar de distante do Paço, Ronaldo Dimas fez questão de criticar o governo pelo atraso nos repasses constitucionais, como a participação na arrecadação do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Segundos dados da Prefeitura de Araguaína, recursos de ambos os tributos deveriam ter sido depositados na terça-feira, 9, mas o do IPVA não caiu e os valores do ICMS foram quase irrisórios.

“Isso tem um nome: é calote. O Estado está, literalmente, utilizando recursos do município, segurando para cumprir outros compromissos. Não tem argumento nenhum, furada”, disparou o gestor. Ronaldo Dimas ainda explicou o porquê da irritação. “Estou sendo mais duro, senão vem a carga toda em cima da gente, como se a responsabilidade fosse exclusivamente do município”, comentou. Segundo o prefeito, os valores são fundamentais, como por exemplo, para a folha de servidores.

Ronaldo Dimas cobra a regularização. “Espero que façam estes repasses urgentemente para o município resolver as questões. O que o Estado tiver que resolver, que resolva com os recursos dele, não com os do município”, terminou. A participação dos municípios no IPVA e ICMS são depositados mensalmente pelo governo do Tocantins.

ATM apura
Ao CT, a Associação Tocantinense de Municípios (ATM) disse que ainda apura alguma irregularidade nos repasses constitucionais. Por enquanto, segundo a entidade, não há nenhum relato de atrasos nesta semana - como aconteceu com o IPVA de Araguaína -, mas sim de valores menores do que o normal. Por outro lado, a ATM ponderou ser natural as primeiras parcelas do ano serem mais baixas devido ao impacto dos feriados na arrecadação, e por isso levanta informações com a Secretaria da Fazenda (Sefaz). A Sefaz também foi acionada, mas não respondeu aos questionamentos.

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, redacao@clebertoledo.com.br
2005 - 2018 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital