Tonolucro

Professores da Unirg lançam no sábado livro sobre o ensino do Direito

Obra de Plínio Sabino de Sélis e Ubiratã Silvestre Pereira conta ainda com texto de Sady Pigatto e dois autores que faleceram durante a elaboração, Manoel Bonfim Furtado Correia e Plínio Pinto Teixeira

DA REDAÇÃO 09 de Nov de 2017 - 13h52, atualizado às 15h00
Compartilhe
Foto: Ascom
"Acuso, mas defendo", foi organizado pelos professores da Unirg Plínio Sabino de Sélis e Ubiratã Silvestre Pereira
Acontece neste sábado, 11, no auditório do Campus I, do Centro Universitário Unirg, a partir das 20 horas, o lançamento do livro "Acuso, mas defendo", organizado pelos professores da instituição de ensino superior Plínio Sabino de Sélis e Ubiratã Silvestre Pereira, contando ainda, com texto de Sady Pigatto e de outros dois professores que faleceram durante o processo de feitura do livro: Manoel Bonfim Furtado Correia e Plínio Pinto Teixeira.

Publicado pela Editora Veloso, de Gurupi, "Acuso, mas defendo", recebeu apoio cultural do Instituto de Desenvolvimento Sócio cultural e Cidadania (Idesc), estando dividido em sete capítulos que fazem uma abordagem sobre questões que envolvem a interdisciplinaridade no ensino e na pesquisa jurídica, além da importância da disciplina de ciência Política no curso de Direito, dentre outros assuntos correlatos.

Obra de excelência
De acordo com o escritor e jornalista Zacarias Martins, que assina a apresentação da obra, Acuso, mas defendo, teve uma “demorada gestação literária”, lembram, inclusive, que isso aconteceu não por culpa da editora, mas por uma série de imprevistos que envolveu seus autores, como registros de óbito de dois colaboradores da obra. “Porém, após muitas cobranças de amigos e admiradores, potenciais leitores, somos agora brindados com uma obra de excelência, que veio para ficar e que, certamente, será um importante referencial de pesquisa, especialmente, para a comunidade acadêmica”, destacou Martins.

Já o presidente da Academia Gurupiense de Letras, José Maciel de Brito registrou que a obra “é a luz que iluminará o caminho pedagógico de educadores e gestores educacionais enclausurados no tradicionalismo improdutivo em pleno terceiro milênio, presos ao saudosismo infrutífero, incabível no contexto tecnológico vigente”. (Com informações da assessoria de imprensa)

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, redacao@clebertoledo.com.br
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital